Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

todos perdem o encantamento quando se distraem contigo

todos perdem o encantamento quando se distraem contigo

Adeus Crepúsculo Passado

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
                    Hoje é o último dia, o fim da fase e o início de outra.
 
Digo um “até já” ao crepúsculo sonhador, contemplo-o com incerteza, desprendo as amarradas dos raios saudosistas que encerram-me luar distante. De poesia escrevo retrospectiva de dias em que fui plano de vida, tal vida que continua, desta vez longe do mar.
 
 
Caminhei sereno
Descobri-me íngreme
Tropecei falhas
Caindo.
 
Enrosquei sonhos
Absolvi mágoas
Segreguei verdades
Calado.
 
Escrevi-me sentir
Pontuei-me ser
Conotei-me crescer
Criando..
 
 
 
Recordo infância livre, dos amigos que nunca esquecerei, mesmo sem os conhecer hoje. Como foi importante aquele passado, o tal em que dramatizei, quando chorei pelo entardecer de domingo. Posso deslizar até estas palavras:
 
 
Inverno
Chove
Sinto os pingos
É domingo.
 
Entardece
Arco-íris
Sinto o vento
É domingo.
 
Anoitece
Frio
Sinto o arrepio
É domingo.
 
 
Amanhece
Sono
Sinto o despertador
É segunda.
(a escola esperava serena)
 
 
 
 
 
Os anos passam... As convicções mudam, nós descobrimo-nos! Por vezes revelamos supressa para nós mesmos.
Amizades se formam e tornam-se viciadas em afectos moralistas.
 
 Apegamo-nos às caminhadas distantes, ao cheiro da terra molhada, ao extremo do sentido, fugimos da claustrofobia social. Discutimos fragmentos famigerados pelos nossos seres insaciáveis por conhecimento incongruente, aquele mundialmente retido em silêncio e já fundamentado em teses eruditas de teor cientifico.  Não é Nídia Martins?
 
Tu és o segredo segregado secretamente secreto , tu és o subtítulo desta página.
 
Confidente dos melhores anos da minha vida, és o pequeno diário talhado em mim, só tu sabes a página que me compõe, a letra com que escrevi “guiomar” e o corrector que o apagou de mim e todos os outros momentos. Ajudaste-me e jamais irei subestimar tal auxílio e dedicação.
 
Espero que nunca te esqueças dos nossos momentos apoteóticos, do nosso recinto, tão nosso, tão nós. O ciclo infelizmente, acabou, mas ( há sempre um mas) para o ano tudo vai estabilizar, tudo irá se repor, e continuaremos a saga amistosa de sempre, que o tempo, a distância não romperá .
 
Nunca te escrevi um poema! Mereces um poema, mas a minha mente é incapaz de o compor, talvez porque, nem a poesia consegue traduzir o quão és importantíssima para mim, não há saber capaz de exteriorizar tamanho significado. Sinto o privilégio de sentir na pele o toque da verdadeira amizade, do sentimento profundo dos vínculos criados, aqueles que se criam com amor, verdade, e sobretudo, confiança. Sinto-me piamente bem, quando digo : és a pessoa que mais confio neste mundo, és o meu maior retalho... 
 
Reformulando esta estrofe:
 
A amizade é a pasta mole que move o mundo!
Encontro a provação na tua confiança
Sempre nos confortaremos e da janela natural
Verão o nosso retrato, como o desejo que lhes move a alma.
 
 
 
 
Hoje é dia de repensar passados e de reconsiderar futuros, o dia do confronto temporal.
Espero amar, lutar, motivar, seguir, sentir, ser, crêr, olhar, sobretudo, viver livre!
 
 
Vou....

                                                                                  SonhoFiel

17 comentários

Comentar post

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2010
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2009
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2008
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2007
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2006
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D